sábado, 29 de setembro de 2007

PALHAÇO DE MIM
Jorge Linhaça

Tira a máscara palhaço,
deixa a lágrima rolar,
Palhaço do peito de aço
caminha no teu cadafalso
nos lábios o gosto do mar.

Deixa rolar a tristeza
em gotas salobras na face
baixou o pano, certeza,
esquece a tua grandeza
tira da cara o disfarce


Chora palhaço o teu pranto
ninguém há de o perceber
pranteia só, no teu canto,
esconde de todos o espanto
d'o palhaço também sofrer


6 comentários:

Anônimo disse...

Oi Jorge!
Muito legal seu blog, bem como as coisas que vc escreve...
Um beijo no seu coração

Margaret

Mari Caruso Cunha disse...

Que surpresa agradável!
Adorei estar aqui. Já coloquei em MEUS FAVORITOS.
Sucesso e parabéns!
Um beijo.
Mari Caruso Cunha

Anônimo disse...

Oba eu sou a primeira!!!!
Linhaça sou fã de tudo que escreve, adoro os seus poemas e a sua alegria contagiante.
Beijos!!!!!!!!!!!!!!

Thais Nobre disse...

Parabéns amigo,
por fazer daqui, um cantinho agradável para se ler seus poemas.
Gosto muito da forma que dá as palavras, para descrever sentimentos.
Sucesso!!!
Abraços
Thais Nobre ( Carol* )
AVPB

Anônimo disse...

Olá Jorge, adorei seu blog assim como gosto demais dos seus poemas.
abraços.
Kate Weiss

Célia Jardim disse...

Linhaça, que bom vc construir seu espaço, um cantinho aconchegante pra gente chegar e ler você, sem nenhuma pressa!
Muito sucesso pra vc aqui, ali e onde mais vc possa estar!
Beijo
Célia Jardim