quarta-feira, 3 de outubro de 2007

DUETO TULIPA VERMELHA

TULIPA VERMELHA
Jorge Linhaça

Jogada assim aos teus pés
a pobre tulipa vermelha
última prova de minha fé
em criar do amor a centelha

Pobre tulipa, assim ela é,
de pétalas a murchar parelhas
aos pés de ti ó cruel mulher
que à tulipa desfeiteias

A tulipa abandonada no chão
é metáfora de um sentimento
alegoria de uma emoção

que deixas lançada ao vento
a tulipa é o meu coração
que deixaste dormir ao relento

***

TULIPA VERMELHA
Ana Maria Brasiliense

Levanta homem!
Lugar de teu coração não é no chão...
É exótico como a flor onde abriga amores
Assim como a linda flor
de beleza sem fim...
traz com ela muita emoção,
seu tempo de vida é tão curto, num florir encantador,
trazendo junto muito amor.
Levanta homem!
Toma teu coração entre as mãos
e oferta como uma tulipa
imponente,
teu amor à tua amada mulher...

3 comentários:

Neuzita disse...

Oi, Jorge meu querido amigo e Poeta, eu não podia deixar de visitar mais esse cantinho seu e sabe o que vi por aqui? Vi que ele está perfumado e florido como todos os lugares por onde vc passa, Parabéns meu querido e que Deus o abençoe cada vêz mais, vc merece!
Beijinhos com carinho...Neuzita

Bete Brito disse...

Jorge, que poesia linda , adorei!
Abraços e sucesso! Bete Brito

Bete Brito disse...

Parabéns, parabéns e parabéns!!!!!